Perguntas e respostas


Outro comentário postado no texto Retorno que, apesar de não ser exatamente uma pergunta, me fez refletir e escrever (bastante) sobre o curto, porém de interessante conteúdo, comentário.
Anônimo disse...

Não no caso Austrália x Brasil.
A vida normal de alguém com visto permanente é praticamente férias :-)

Amo o Brasil e pessoas que estão lá, mas a Austrália é uma madrinha para nós. Difícil querer ir embora

12 de abril de 2011 17:38

Caro @Anônimo (que comentou em 12 de abril de 2011 17:38),

Bom, não sei se entendi exatamente ao que tu te referes na tua frase "Não no caso Austrália x Brasil"... se entendi certo, tu queres dizer que não é difícil escolher onde ficar, já que as diferenças de um país pro outro são absurdas... será que é isso? :) Se for, concordo contigo, mas acho que cada um de nós vive/vivia vidas diferente no Brasil e agora aqui na Austrália, por isso não há como generalizar e dizer que "é melhor viver na Austrália sim e ponto final".

Conheci gente aqui que só veio pra cá porque simplesmente queria fugir e esquecer da vida no Brasil por vários motivos (entre eles fuga de um relacionamento doentio, ou problemas financeiros, ameaça de morte e outros motivos absurdos). Meu caso é totalmente diferente. Eu tinha uma boa vida em Porto Alegre e realmente não tinha absolutamente nada do que me queixar. Eu nunca tive tinha motivos pra fugir do Brasil, mas sempre tive motivos para buscar algo a mais no exterior.

Sobre tua frase "A vida normal de alguém com visto permanente é praticamente férias", desculpa camarada, mas discordo 99% disso heheheh... A vida que quem tem PR ou já é cidadão aqui nada mais é do que uma vida parecida com a de qualquer profissional no Brasil. E cá está um exemplo vivo. Minha rotina em dias de semana em Porto Alegre era bem parecida com a que vivo hoje em Sydney. Trabalho na minha área, das 9h e pouco as 17h e pouco, sigo meu Mestrado (por opção, não por visto), jogo futebol 2 ou 3 vezes por semana... Enfim, a mesma rotina dos dias de semana no Brasil.

O 1% que eu concordo é que aqui, como a moeda é forte e o trabalho é mais valorizado (em outras palavras se ganha mais), é mais fácil viajar e adquirir bens... E como estamos muito perto de várias praias (moro a +/- 20 minutos de Bondi, Coogee e Maroubra), fica muito mais fácil ter uma qualidade de vida melhor (pra quem ama praia, como eu), e é mais fácil ter e promover uma vida mais saudável, afinal hábitos saudáveis e esportes como surf, jogging e atualmente o kitesurfing são muito populares por aqui, e tu acabas te motivando para começar a praticar também.

Bom, pra finalizar esse comentário (que tá tão grande que já parece um post heheheh), nessa frase sim concordo 100% contigo: "Amo o Brasil e pessoas que estão lá, mas a Austrália é uma madrinha para nós; Difícil querer ir embora". Sim, a Austrália é uma mãe pra gente, principalmente para quem tem PR ou já é cidadão, pois tu eu não sei, mas desde que cheguei fiquei maravilhado com coisas banais como o Medicare, transporte público (trens, pois sei que tem muita gente que não é fã de ônibus), os famosos clean-up days (quem nunca achou algo legal e em bom estado na frente da casa dos milionários de Mosman? hehehe), concessões em tickets, tax return, etc... Realmente não tem como negar, a Austrália é uma mãezona mesmo :)

E realmente é difícil, muito difícil querer ir embora e não voltar mais pra Australia, pois a gente sabe que as coisas não vão mudar tão cedo na nossa terrinha.

Um abraço e valeu pelo comentário!

3 de junho de 2011 15:33

Comentários

  1. Só para frisar algo que achei interessante teres comentado: Realmente, apesar de sermos brasileiros e morarmos na Austrália, às vezes não temos mais nada em comum além destes 2 detalhes. Viemos do Brasil com bagagens e experiências de vida diferentes. Avaliar a qualidade de vida que temos aqui varia de acordo com nossos padrões e parâmetros de comparação. Compartilhar as experiências é ótimo, informação é sempre bem-vinda! O importante é sabermos filtrar o que serve de exemplo e o que não se aplica a nossa realidade. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Concordo Di, todos trazemos bagagens e experiencias diferentes ao vir viver na Austrália, porém se pararmos para pensar nos motivos pelos quais nós, brasileiros, decidimos viver na Austrália, acho que a lista não é tão variada assim.

    Em geral, todos buscamos qualidade de vida melhor, porém sempre caímos na questão do "será que os meios justificam os fins?"...

    O pessoal gasta uma grana pagando cursos pega-visto, não estuda, não aprende nada, tudo na tentativa de ficar mais tempo na Austrália... por outro lado, o que é engraçado é que o pessoal faz tudo isso pra ficar e viver como australiano, mas na hora de pegar o trem ou o onibus tenta pagar "concession" ticket ou tenta usar sem pagar, isso sem falar em outras "brasileirices"...

    Em resumo, meu ponto é o seguinte: temos mais do que aquelas duas coisas em comum que tu disseste. Todos queremos morar em um país de primeiro mundo, mas muitos de nós não abandonam a mentalidade de terceiro mundo quando chegam na Austrália.

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Salários de TI na Austrália

Perguntas e Respostas: na busca do Sponsorship (parte 1)

Sydney x Berlin: custo de vida